Perfil

Minha foto

Historiadora/Professora de História e para sempre estudante. 

Seguidores

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Estranheza

Primeiro, devo comentar sobre um trecho do meu blog com o qual eu e o Brentano conversamos ontem. O que eu coloco sobre ajuda o Haiti sem dó mas com coração se refere à ajuda permanente, não só ao Haiti quanto a qualquer outro país ou pessoa em dificuldade. Quando se findar poucos meses logo o país será esquecido novamente, e apesar de agora precisarem de comida e roupa, hora ou outra, necessitarão de uma verdadeira infraestrutura, mas ao agir com dó não refletimos, é um sentimento imediato e extremamente depreciativo. O correto na minha colocação seria dizer agir com razão, mas por medo de isso parecer muito 'frio e calculista' substituí por coração ( que devo concordar que se trata de uma colocação errônea).

Terminado as ratificações, devo registrar aqui mais uma preocupação, de cunho pessoal e mais uma vez relacionado à identidade. Começo a me preocupar seriamente com a montagem da minha personalidade sob a visão do "outro", enquanto que alguns tentam determinar meu modo de pensar e agir, o que vem corriqueiramente acompanhado com uma certa fobia aos meus atos, outros fazem de tudo para dar um crtl+c crtl+v acreditando que a minha vida é agradável, devido a minha performance aceitável.

O fato é que em primeiro, mudo sim pelas pessoas não me importo de admitir isso de forma alguma, pior seria viver com a Síndrome de Gabriela-Cravo-E-Canela achando que nada jamais me afetaria. Mas não espere que eu mude minha essência, essa sim é o que me faz m.a.s.s. ser m.a.s.s. e a defendo com unhas e dentes. A maioria das pessoas não conhecem essa parte de mim, bem como não conheço quase ninguém dessa maneira, e os copiadores acabam se enganando e forjando um quimera. Não sou otimista, feliz e 'bobalegre' o tempo todo, não faço tudo o que eu amo, nem consigo tudo o que quero então não coloque na sua mente doentia um fantasia mal-feita minha ou de qualquer outra pessoa, construa suas próprias máscaras, medos e desejos e pare de tentar ler o que eu penso e me interpretar, preocupe-se com a sua postura.
Ficou bem óbvio nesse parágrafo, caros leitores, que esta mensagem se destina a algum indivíduo-imitador, caso encontre uma m.a.s.s. exija a identidade. Peço desculpas àqueles que nada têm a ver com isso e espero que aqueles que também se inspiram demasiadamente , endeusando qualquer outro indivíduo, tomem isso por reflexão.
No mais, me despeço.

0 opiniões: