Perfil

Minha foto

Historiadora/Professora de História e para sempre estudante. 

Seguidores

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Educação 1

Ontem, na aula de Sociedade, cultura e educação, em que aconteceu uma discussão à respeito da Educação igual e direito de todos e a prática controversa de papel segregador, achei interessante colocar alguma reflexão sobre o tema aqui no Blog.
Na Constituição é garantido a gratuidade e acesso à Educação de maneira igualitária (a tal história de que perante Deus e perante a Lei somos iguais...), no entanto a escola, os professores e nós futuros professores não estamos preparados para enfrentar as diferenças dentro de sala de aula e o problema se agrava quando essas diferenças são na verdade deficiências que alunos possuem, desde à deficiência física à de aprendizado.
Enquanto que hoje em dia os cursos de licenciatura possuem a matéria de Libras, ainda assim, não é o suficiente para todos os tipos de aluno, será que teríamos que aprender Braile, fazer provas orais para alunos com disortografia e outras para alunos disléxicos? Seria o ideal se fossem os problemas cognitivos de aprendizado tão poucos.
Há ainda o multiculturalismo dentro das salas de aula, para resolver a questão dos afrodescendentes, por exemplo, hoje nós do Curso de História aprendemos sobre História da África no intuito de futuramente instruir os alunos quanto ao ponto de vista não-europeu sobre o continente, e por mais que estejamos cientes da obrigatoriedade do ensino da cultura Afro nas Escolas, na prática o cenário é bem diferente. A realidade é que graças à uma idéia já distorcida e impregnada na educação dos nossos pais e avós , aquele professor que tenta desconstruir o preconceito contra africanos é taxado de subvertor das regras morais, parece ser comum escutar
"esse professor está ensinando macumba aos nossos filhos!".
Há ainda a questão indígena,nessa mesma Lei, institui-se a obrigatoriedade do ensino da cultura indígena, eles possuem uma contribuição sanguínea e, acima de tudo, cultural tão importante quanto europeus e africanos, mas mesmo assim a cultura indígena não passa próximo a ser uma matéria ensinada sequer nas Universidades. São diversas outras culturas também que poderiam ter essa obrigatoriedade que na prática são igualmente ignoradas.
Minha pergunta no final daquela aula foi a seguinte: "se exportamos as políticas educacionais da Europa, e até mesmo os métodos de ensino, desde que o Brasil começa a investir na Educação, atualmente não temos nada para exportar que possa nos ajudar a lidar com essa multiculturalidade dentro das escolas?"
A resposta do Prof. José Maria a simples realidade revoltante, longe , bem longe da perfeição: "Mas há escolas voltadas para isso no Brasil, em Brasília mesmo há uma escola multilíngue, por exemplo, para estudar lá você paga a bagatela de 2.000 reais.". E esse é o caso de escolas especiais para deficientes, são caras, e as que estão nas mãos do Governo, pior do que as própria municipais/estaduais se encontram em situação precária. Será mesmo que seja quem for que precise de um ensino diferenciado deverá ter que págar tão caro pra isso? E depois dizem que Educação é direito de todos e completo "direito de todos que podem pagar".
quinta-feira, 16 de abril de 2009

Thinking Of You - Katy Perry



Comparisons are easily done

Once you've had a taste of perfection
Like an apple hanging from a tree
I picked the ripest one
I still got the seed

You said move on
Where do I go
I guess second best
Is all I will know

Cause when I'm with him
I am thinking of you
Thinking of you
What you would do if
You were the one
Who was spending the night
Oh I wish that I
Was looking into your eyes

You're like an Indian summer
In the middle of winter
Like a hard candy
With a surprise center
How do I get better
Once I've had the best
You said there's
Tons of fish in the water
So the waters I will test

He kissed my lips
I taste your mouth
He pulled me in
I was disgusted with myself

Cause when I'm with him
I am thinking of you
Thinking of you
What you would do if
You were the one
Who was spending the night
Oh I wish that I
Was looking into...

You're the best
And yes I do regret
How I could let myself
Let you go
Now, now the lesson's learned
I touched it I was burned
Oh I think you should know

Cause when I'm with him
I am thinking of you
Thinking of you
What you would do if
You were the one
Who was spending the night
Oh I wish that I
Was looking into your eyes
Looking into your eyes
Looking into your eyes
Oh won't you walk through
And bust in the door
And take me away
Oh no more mistakes
Cause in your eyes I'd like to stay
stay....

Os muitos em poucos

Dizem por aí que é de grão em grão que galinha enche o papo, e é aos pouquinhos que estou me recuperando de uma cirurgia que me submeti nesta terça - feira. Para alegria de muitos e tristeza de poucos, estou muito bem obrigada (75% da recuperação), a cirurgia incluiu um correção do desvio de septo, a retirada de um tumor benigno ( graças ao bom Deus) na face e uma fajuta mas notável plástica não planejada no nariz.
Comigo carreguei toda minha família para a estrada da alegria, meu pai achou sua Pampa ( classificado por uns como carro) que foi roubada há 6 meses, minha irmã se submete à uma cirurgia na sexta que o Papai há de permitir que seja tranquila, meu sobrinho está melhor das crises de alergia e agora joga PS2. Além de tantos assuntos engatilhados um no outro e minha falta de paciência devo registrar aqui ainda um apelo: Quem tiver réplicas de obras gregas favor me procurar, de preferência que seja alguém de Gyn e que não esteja interessado em alugá-las. Em breve vou deixar aqui convite que se estenderá aos amiguinhos do Orkut e contatos de e-mail à respeito da finalidade dessas obras.
Abraços
sexta-feira, 10 de abril de 2009
Deep Hill

Quem é você?
Que anda por essas ruas desertas na neblina,
Esperando encontrar alguém
Que se foi no meio do inverno…

Quem é você?
Homem velho de branco,
Cheio de pensamentos vazios,
Que não dorme há dias…

Ei você, ai sentado nu na varanda,
Esperando um telefonema há dez anos,
Ainda consegue me ouvir?

Consegue imaginar que vidas se passaram,
Você nem sabe se morreu, e ela jamais voltou…
Ela realmente existiu?

É tudo uma fantasia, difícil de acreditar
Em pessoas criadas pela sua mente…

Os nomes ainda estão na parede,
Aquelas antigas botas talvez ainda sirvam,
O abismo está lá,
Entre na colina,
Ouça o silencio,
São eles?

O paraíso é aqui…

---------------------------------------------

Quando você escolher desistir,
Seus caminhos acabam se tornando um só.
Qualquer força contrária será em vão.

De repente ele parou de se lamentar,
E aos poucos foi parando de falar com as pessoas.
Nada importava muito desde que decidiu
largar tudo o que era ruim.
O silencio tomou conta de sua face,
Como o dia que cuidadosamente fecha os olhos.
Fazia parte do plano deixar o que parecia real,
E viver o seu mundo irreal.
Da ultima vez foi visto irreconhecível na noite,
Pela primeira vez ele parecia feliz.





Ambos poemas foram escritos por Diego Z., o primeiro encontra-se no blog http://darkestdreams.wordpress.com/ e o segundo na comunidade do Orkut " Silent Hill - O paraíso é aqui."



Para acompanhar uma das músicas de Silent Hill, no caso The Room (4) com o clipe de FFVII


sábado, 4 de abril de 2009

One Last Breath - Creed






One Last Breath_____

Please come now, I think I'm falling/
I'm holding on to all I think is safe/
It seems I've found the road to nowhere/
And I'm trying to escape/
I yelled back when I heard thunder/
But I'm down to one last breath/
And with it let me say/
Let me say/

Hold me now/
I'm 6 feet from the edge and I'm thinking/
Maybe 6 feet/
Ain't so far down/

I'm looking down now that it's over/
Reflecting on all of my mistakes/
I thought I found the road to somewhere/
Somewhere in HIS grace/
I cried out heaven save me/
But I'm down to one last breath/
And with it let me say/
Let me say/

Hold me now/
I'm 6 feet from the edge and I'm thinking/
Maybe 6 feet/
Ain't so far down/

Sad eyes follow me/
But I still believe there's something left for me/
So please come stay with me/
'Cause I still believe there's something left for you and me/
For you and me/
For you and me/

Hold me now/
I'm 6 feet from the edge and I'm thinking
quarta-feira, 1 de abril de 2009

Apologize - Timbaland feat One Republic


Apologize

I'm holding on your rope,
Got me ten feet off the ground
And I'm hearing what you say, but I just can't make a
sound
You tell me that you need me
Then you go and cut me down, but wait
You tell me that you're sorry
Didn't think I'd turn around, and say...

That it's too late to apologize, it's too late
I said it's too late to apologize, it's too late

I'd take another chance, take a fall
Take a shot for you
And I need you like a heart needs a beat
But it's nothing new - yeah
I loved you with a fire red
Now it's turning blue, and you say...
I'm sorry like an angel
Heaven let me think was you
But I'm afraid...

It's too late to apologize, it's too late
I said it's too late to apologize, it's too late

It's too late to apologize, it's too late
I said it's too late to apologize, it's too late
I said it's too late to apologize, yeah
I said it's too late to apologize, yeah
I'm holding on your rope, got me ten feet off...
the ground