Postagens

Mostrando postagens de 2017

Os Mortos que Caminham

Olá meu caros! Prontos para viajarem em si?
Estive organizando alguns temas principais nos quais as postagens serão inspiradas. Irão de abordagens à religião à seriados, e o primeiro desta série será sobre a morte.Vamos começar as reflexões sobre no nosso fim, porém não irei abordar aqui os aspectos ligados às crenças religiosas, mas sim às sociais e sentimentais.

O que é Morte?...
Seria apenas o oposto da Vida? Não é tão simples. A Morte pode chegar , nos tomar os sinais vitais, os batimentos cardíacos, a atividade cerebral, no entanto bem pior que isso, pode nos tomar os sonhos, as expectativas, a vontade de continuar vivendo...

Você está morto?...
      Diga, você sorri, chora ou age em um ato automático? Você sente a compaixão, a ira , o desejo, a alegria ou apenas o vazio?
Quantos de nós vagamos como zumbis, esbarrando uns nos outros, vociferando ofensas, se nos darmos contado Quê ou Quem está ao redor. Quanta vida (e quantos , também, mortos) dividindo o mesmo ar. Nos perguntamos …

Disturbância Pragmática

Imagem
____|Não perca o tempo tentando entender o título, meu caro, é uma inocente brincadeira que vai nomear um estranho movimento no cosmos. Pelo visto hoje eu, bem como meu querido amigo Arturo ( E tantos mais quem sabe) tivemos um dia de sensações deja vu.
        Não, não estou saudosa ou melancólica, isso é quando você reconhece um momento no passado, me senti hoje como se esse meu presente fosse o passado. Em resumo, vamos facilitar? É como se minha alma tivesse feito uma viagem espaço- temporal. Se isso não facilitou, sinto muito, mas não dá pra ficar mais fácil.
        Fácil... fácil não é. Como se todos os sentimentos e sensações viessem à tona, conceitos, jargões, alguns que ferem e outros que curam, mas eis que surge nesse turbilhão do tempo o Pensare. E que carinho que tenho por tudo que escrevi aqui, não me importo se mudei de opinião, se escrevi errado, se escrevi sem formatação, se hoje odeio a música ou se deixei um belo conto abandonado ao meio.
        Hoje meu carinho é …