Perfil

Minha foto

Historiadora/Professora de História e para sempre estudante. 

Seguidores

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Conteúdo Pessoal

 

Eu deveria escrever aqui, tenho tido boas idéias de post que vão desde religião à formação de identidade. Tenho várias novidades boas, e está tudo quase perfeito, exceto pela eterna angústia, nada alivia meu medo.

4 opiniões:

Anônimo disse...

Algumas pessoas podem sentir o mundo. É uma conexão profunda, não com o universo, mas com o mundo. Isso costuma causar dor e solidão, pois a dor do mundo é feia.
A ironia é que apesar de definirem o sentimento como “solidão”, a solidão passa longe de quem sente o mundo.
Você sente conhecer as pessoas? Não entende como não vêem que aquela pessoa é falsa? Consegue enxergar uma pessoa nota dez em alguém que todos rejeitam? Em uma conversa simples, sente suas energias se esvaírem? Então você sente o mundo! E não importa onde vá, infelizmente, nunca estará sozinha.
O remédio pra isso é se conectar mais com o universo e entender que a dor do mundo faz parte do processo, porque aí você passa a cumprir melhor o seu papel. Pois quem sente o mundo equilibra as coisas. Quando uma pessoa olha em seus olhos, inconscientemente, sabe que você tem noção real da situação, e sabe que você a enxerga como ela é, que ela não consegue enganar a todos. Isso cria uma corrente que não deixa o mundo virar um caos descontrolado, mantendo o propósito.
Difícil expor um assunto tão complexo em poucas palavras.

M.A.S.S. disse...

Mas como fazer essa conexão com universo? Peço que por favor me adicione se já não estiver em minha lista de contatos do MSN, gostaria de discutir melhor suas teorias.
Grata pelo comentário

Anônimo disse...

Não tenho msn, esse é seu e-mail? hist.mari@live.com

M.A.S.S. disse...

é sim, aguardo contato.
Abç