Postagens

Porque não ser "EU" ?

Imagem
Tenho refletido, principalmente nesse nossa geração em que as tramas sociais perpassam por um rede de exposição que valoriza prioritariamente a imagem, sobre a preocupação em não ser "EU".
   Calma, calma, vou explicar melhor. Não quero que esse seja argumento para apoiar  às  "opiniões" que atacam as minorias. Algo é vc ser alguém que se preocupa em oprimir sua personalidade em detrimento de se tornar parte da sociedade, outra completamente diferente é você ser desrespeitoso com a liberdade alheia achando que sua opinião, por algum motivo muito estranho, é pedida automaticamente por todos e, no caso mais grave, deve prevalecer sobre as demais...
Dito isto, vamos lá....
     Ainda na Era Capricho, o que mais víamos eram materiais sobre "Como conquistar aquele gatinho?" ou ainda na Veja "Como ser bem sucedido?" e são inúmeras as receitas, publicadas em diversas mídias, que você deveria seguir para ser uma pessoa que talvez você não queira ser …

Do que alimenta a alma?

Imagem
Já acordou com a vontade de angustiar-se de porquês? De procurar todas as respostas da vida e não querer encontrar nada definitivo? De ler e reler tudo o que já passou pela sua vida pra se dar a oportunidade de enxergar sob nova ótica?

Estou assim.
A cada vez que aqui escrevo, estou assim.

A cada vez que volto aqui e leio, estou assim.


Na ânsia de tudo viver e tudo ver, mas não se sair por aí correndo e gritando meus eurekas, aquietar, sentar em um parque e ser uma telespectadora do mundo e das existências, rever, reinterpretar tudo com minha mente turbulenta, cheia de conceitos e simbolismos.

Em contrapartida tenho a imensa vontade de me ancorar, em um oceano profundo, que me alimente de suas imperfeições, que me deixe contempla-lo ao invés de estudá-lo, algo desconhecido que possa chamar de lar, sem a preocupação com as tempestades e altas marés, e que assim seja apenas um porto de paz, sem que eu necessite me despir de todas essas máscaras em troca de apenas tê-lo.


Minha alma tem…

Aos meus amad@s amig@s [Tributo aos Guerreir@s]

Imagem
Há dias planejava falar sobre a importância de viver o luto, de deixar pessoas queridas partirem independente da circunstância. Há dias planejava falar sobre a importância do ir e deixar ir, no entanto...
   Hoje reli algumas postagens e esse post se tornou um Tributo aos Guerreir@s, àqueles que permaneceram, que optaram por lutar, por enfrentar, entender e persistir.     Por aqueles que aprenderam que o passado é tão somente aprendizado e não há nenhuma razão se alimentar dele.     Àqueles que, por mais que doesse, seguiram em frente, perdoando, esquecendo , camaleonicamente se adaptando.
    À esses Discípulos da Esperança dedico meu melhor abraço, aperto de mão, sorriso e o melhor de mim. Digo, vos admiro!
   Meu mais sincero amor e respeito por você que cai, rasteja, chora, sofre e se levanta, mais forte, mais sábio, mais alegre, mais grato aos céus pelo novo impulso de fé. Que sabe o que é guerrear por seu lugar na História (ou em alguma história) , pelo seu lugar na vida de alg…

Do discurso (M)E(u)gocêntrico

Imagem
Chegou o dia, esperado dia, que, mesmo após dois anos de de persistência, chegou o dia que desisti de desistir de mim.

   Na verdade não se trata de um dia que eu olhei no espelho, de cabelo novo, e pensei: velho, até que sou gata! Foi um processo de aceitar minhas loucuras irremediáveis, minhas angústias permanentes, frustrações e sonhos como parte de mim, parte daquilo que não preciso mudar, nem para me adaptar, nem para agradar, nem para ser aceita...aliás, se é para agradar, estou agradando a mim.
   Foi então que ao ME agradar eu descobri que ajudar os outros me faz sentir bem, que artes me fazem bem, que sorrir por (e fazer) piadas bobas me faz bem, por deixar meu coração perto do coração dos meus amigos me faz bem.
    Se a aparência externa ajudou? Ah mas é claro! Como qualquer pessoa adoro me olhar no espelho e me sentir desejável, mas nada foi mais importante que me abster de usar tantos remédios reguladores do sono, apetite, ansiedade e depressão... VEJA BEM, não digo que f…

Os Mortos que Caminham

Olá meu caros! Prontos para viajarem em si?
Estive organizando alguns temas principais nos quais as postagens serão inspiradas. Irão de abordagens à religião à seriados, e o primeiro desta série será sobre a morte.Vamos começar as reflexões sobre no nosso fim, porém não irei abordar aqui os aspectos ligados às crenças religiosas, mas sim às sociais e sentimentais.

O que é Morte?...
Seria apenas o oposto da Vida? Não é tão simples. A Morte pode chegar , nos tomar os sinais vitais, os batimentos cardíacos, a atividade cerebral, no entanto bem pior que isso, pode nos tomar os sonhos, as expectativas, a vontade de continuar vivendo...

Você está morto?...
      Diga, você sorri, chora ou age em um ato automático? Você sente a compaixão, a ira , o desejo, a alegria ou apenas o vazio?
Quantos de nós vagamos como zumbis, esbarrando uns nos outros, vociferando ofensas, se nos darmos contado Quê ou Quem está ao redor. Quanta vida (e quantos , também, mortos) dividindo o mesmo ar. Nos perguntamos …

Disturbância Pragmática

Imagem
____|Não perca o tempo tentando entender o título, meu caro, é uma inocente brincadeira que vai nomear um estranho movimento no cosmos. Pelo visto hoje eu, bem como meu querido amigo Arturo ( E tantos mais quem sabe) tivemos um dia de sensações deja vu.
        Não, não estou saudosa ou melancólica, isso é quando você reconhece um momento no passado, me senti hoje como se esse meu presente fosse o passado. Em resumo, vamos facilitar? É como se minha alma tivesse feito uma viagem espaço- temporal. Se isso não facilitou, sinto muito, mas não dá pra ficar mais fácil.
        Fácil... fácil não é. Como se todos os sentimentos e sensações viessem à tona, conceitos, jargões, alguns que ferem e outros que curam, mas eis que surge nesse turbilhão do tempo o Pensare. E que carinho que tenho por tudo que escrevi aqui, não me importo se mudei de opinião, se escrevi errado, se escrevi sem formatação, se hoje odeio a música ou se deixei um belo conto abandonado ao meio.
        Hoje meu carinho é …

INFINITUDE

Me dei conta que o blog ainda existe.
Estou extremamente feliz por isso. Seria ele eterno? Poderia eu ser com ele?